Facebook Ads

Facebook Ads: Tudo que você precisa saber

Para qualquer negócio que você tenha ou pretenda iniciar, investir em mídia é imprescindível. E, considerando que a maior parte do público de qualquer tipo de negócio atual está em alguma plataforma, vale a pena investir em mídias pagas e conteúdo especializado. As redes sociais, por exemplo, concentram a maior parte dos usuários digitais. Então, nada faz mais sentido do que utilizar o Facebook Ads para impulsionar dar autoridade à sua marca.

Mas, embora todo mundo já sabe que o Facebook é um caminho seguro para o marketing, nem todo mundo sabe explorar corretamente a sua plataforma de anúncios. Então, para facilitar a sua imersão nesse mundo de possibilidades para o marketing, nós trouxemos as principais informações para este post.

Então, para dar o primeiro passo de sucesso, continue com a gente até o final desta leitura.

O que é Facebook Ads

Assim como as demais, e principais, redes sociais, o Facebook percebeu o potencial de negócios que a plataforma poderia oferecer para os usuários. E, foi assim que surgiu a ferramenta de anúncio Facebook Ads, dentro da própria rede social.

A grosso modo, a estratégia reúne recursos que permitem que os anunciantes criem, customizem, veiculem e acompanhem anúncios que fortaleçam a sua marca. Tudo isso se dá a partir de meios e funcionalidades diversas a depender da necessidade do negociante.

Como se pode prever, os anúncios serão cada vez mais efetivos a partir das escolhas e decisões do próprio anunciante. Essas decisões são sobre questões práticas e importantíssimas como prazos de veiculação, investimento, segmentação correta e outros pontos que são personalizados conforme cada demanda.

Facebook Ads
Foto/Reprodução: Canva

Como funciona?

Na tentativa de clarear as ideias sobre o que é o Facebook Ads, a gente já dá um spoiler das principais utilidades da ferramenta. Mas, assim mesmo, a gente tem ainda mais a dizer sobre o funcionamento dessa maravilha do mundo dos anúncios.

Ao longo do tempo, os anúncios da plataforma foram alvos de muitas atualizações. Isso é bem natural, especialmente porque o mundo virtual e dos negócios também é bastante dinâmico. Por isso, agora o Facebook oferece diversos formatos de anúncios. Assim você define qual é a melhor estratégia com base nas informações do seu próprio negócio.

Apesar de o foco da ferramenta ter sido sempre a exploração dentro da própria plataforma, também é possível direcionar os cliques para os sites dos anunciantes. Ou seja, apesar de serem atraídos no facebook os interessados podem ser direcionados para o site do próprio negócio, que é a origem de tudo.

Para direcionar e segmentar ao máximo os anúncios, o Facebook utiliza informações de localização, preferências, sexo, faixa etária, preferências e outras questões de perfil. Essas informações são dadas pelo próprio anunciante que já conhece o perfil do seu público-alvo.

Com tudo direcionado, basta escolher o orçamento que deseja disponibilizar para a ação em questão. Assim como as plataformas de anúncio pago mais comuns, no Facebook, você escolhe entre dar um lance para cada clique, como uma espécie de leilão, ou pagar determinado valor a cada mil cliques direcionados pela plataforma.

Tipos de anúncios possíveis

Assim como há demandas e necessidades diferentes, os tipos de anúncios disponíveis no Facebook Ads também são dinâmicos. Assim você pode escolher aquele que caiba melhor no seu orçamento e na sua estratégia.

A depender do seu objetivo, há um jeito ideal de aproveitar o método de mídias pagas. Enquanto algumas postagens servem para alimentar engajamentos, outras servirão para promover a sua página, fazendo com que cada vez mais gente a conheça.

 Mas, há também os anúncios que pretendem fazer com que o público tome uma atitude, como um clique e um redirecionamento para outra página, por exemplo. Ali, o próprio site cuidará de utilizar a sua landing page para conduzir os próximos passos na jornada de compra.

Como criar uma campanha no Facebook Ads

O primeiro passo, claramente, é ter um perfil de negócios na plataforma do Facebook. Mas, esse é um passo simples e bastante autoexplicativo. Por outro lado, trata-se de uma ação importante, já que baseia todas as outras.

Agora, sim, com o perfil de negócios pronto, é hora de partir para a criação da sua campanha. Isso deve ser feito em uma parte específica da plataforma, chamada de Facebook Ads Manager.

Tenha um objetivo

Conforme já adiantamos, ter um objetivo definido adianta uma parte do caminho. Isso porque é a partir do objetivo que você definirá quais serão os meios para alcançá-lo.

Entre os principais objetivos da divulgação, você pode escolher entre uma ação de reconhecimento da marca, de alcance de público, de engajamento, de estimulo a instalações como aplicativos, de aumento de visualizações de vídeos, de captação de leads, conversões, atração para espaços físicos e muito mais.

Facebook Ads
Foto/Reprodução: Canva

Direcione a audiência

Em seguida, é hora de definir a que público a sua campanha vai se direcionar. A partir desse direcionamento é a que a segmentação faz sentido. Assim, o conteúdo é entregue a quem realmente tem um interesse prévio no assunto, ou que tenha potencial a ser despertado.

Enquanto estrutura a sua campanha, o Facebook Ads te dá a chance de fazer isso adotando, por exemplo, estratégias de conexões a partir do público que você já tem na rede social. Mas, também é possível criar a própria audiência utilizando a estratégia de audiência personalizada. Nessa estratégia, a técnica é abordar pessoas que já interagiram com a sua marca em algum momento; mesmo que essa interação tenha acontecido fora do Facebook.

Por fim, o famoso Lookalike considera uma audiência que possua características semelhantes com o seu público comum. Assim é possível expandir ainda mais o seu negócio e a sua marca, aproveitando os algoritmos da plataforma.

Defina quanto pagar e quando veicular a campanha

Uma das grandes vantagens de anunciar com o Facebook Ads é o fato de que o próprio anunciante pode definir o seu orçamento. Para isso, a plataforma possui propostas que podem ser escolhidas conforme a demanda do seu negócio. Assim, é possível optar por um orçamento diário ou vitalício.

Para calcular o valor da campanha a plataforma utiliza características base como alcance, tipo de resposta que se espera do público e afins. Então, é possível pagar pelo alcance ou mesmo pelas interações.

Nesse mesmo momento, já que interfere no orçamento, você também deve decidir quando veicular a campanha. Aqui já adiantamos que a melhor forma de fazer isso é programando o horário da veiculação. Assim você pode considerar o horário mais provável para que o seu público esteja no Facebook e atingi-lo mais assertivamente.

Explore a criatividade

Finalmente, chegou a hora de criar a peça que será veiculada através do Facebook Ads. Embora você possa também utilizar a plataforma apenas para promover peças que já estejam prontas, é possível começar do zero.

Como tudo o mais na plataforma, esse é um processo bastante autoexplicativo. Como primeiro passo, você deverá escolher o formato do anúncio, que pode ser um vídeo, uma imagem ou um carrossel de imagens. A partir da escolha do formato, é só inserir as informações visuais e textuais que comporão o anúncio.

A fim de testar o efeito visual e proporções, a plataforma também oferece uma ferramenta de visualização. Através dele você pode observar e adiantar o possível impacto visual que a peça trará, além de ter a chance de consertar o que não está bom ou melhorar o que tem potencial.

Apenas depois de garantir que tudo está no seu devido lugar você deverá confirmar a campanha. E, ao clicar em “Confirmar” o pedido será enviado ao Facebook. Em seguida, a liberação e aprovação do Facebook seguirá para o seu e-mail.

Facebook Ads
Foto/Reprodução: Canva

Monitore

Mesmo depois de o anúncio já estar sendo veiculado, é sempre importante prestar atenção na métrica dos resultados. Afinal, você precisa saber se aqueles objetivos que definiu lá no início estão sendo alcançados.

Os resultados podem ser medidos de maneiras diferentes, a partir da sua escolha de objetivos. Assim, você pode conferir o retorno considerando métricas de impressões e interações, Custo por Mil, Frequência de exibição, Gastos, Leads e afins.

De que é composto um anúncio

Mas, nem só de mídia paga é composto um anúncio, não é mesmo? Além de encontrar uma boa plataforma para a veiculação, o próprio conteúdo da peça publicitária merece atenção.

Assim, você precisa saber que a linguagem do seu anúncio precisa estar conectada intimamente com o objetivo pretendido. Para isso, é importante explorar a criatividade sob todos os seus aspectos. Além de apresentar um conjunto harmônico e cativante, a mensagem também precisa criar uma conexão entre a sua marca e o seu público.

A melhor maneira de fazer isso é utilizando uma boa linguagem, ferramentas visuais que façam sentido, mensagens relevantes e abordagem intencional. Esse é um bom momento para se transforar em peça publicitária a sua relação com o público. Tudo isso de maneira séria, consciente, criativa, responsável e técnica.

Então, essa é uma hora importante para se contar com toda a ajuda possível. Mais do que isso, uma ajuda especializada vai poder trazer para o campo da prática, tudo o que nós já explanamos aqui. Assim, convenhamos, as chances de a segmentação ser certeira é bem maior. Como consequência disso, os resultados também serão os melhores possíveis.

Se você precisa se destacar, essa é a melhor hora, pois o digital está no topo da cadeia de vendas.

Precisa de ajuda para anunciar? Conheça nossa solução clicando aqui!!

Leia também: Vale a pena anunciar no Google Ads?

Posts relacionados

Inscreva-se e receba

conteúdos exclusivos

Seja Vono Marketing

Alavanque o
seu negócio

no mundo do
marketing