automação de marketing

Automação de marketing: o que é?

Nesse mundo digital que estamos vivendo, praticar a automação de marketing é uma das estratégias mais importantes. Afinal, a ideia é reduzir o trabalho e aumentar os resultados. Para isso, automatizar os processos é a melhor estratégia para nutrir leads e avançar as etapas.

Embora seja importante automatizar os processos, é importante também trabalhar para que eles sejam cada vez mais pessoais. Pois, convenhamos, nada melhor que automatizar o processo enquanto estreita as relações. Por essa razão, a automação de marketing de forma inteligente é a resposta para o sucesso dos leads.

Quer saber tudo sobre o assunto? Continue com a gente!

O que é automação de Marketing?

Apesar de parecer frio e simples, o conceito de automatizar ações é bastante profundo. A propósito, não se trata apenas de realizar ações automáticas como seguir de volta ou agendar publicações para o melhor horário. Embora essas ações sejam, sim, parte da automação de marketing, há muito mais nesse processo do que você pode supor.

Então, automatizar o marketing também considera a ação de maneira personalizada. Isso quer dizer que, para interações diferentes há respostas diferentes. Assim, a automação de marketing pretende entender exatamente o estágio do processo de compra. Dessa forma, as ações do lead estarão preparadas de maneira automática mas personalizada para cada momento da compra.

Como operar a automação de marketing

Bom, além de saber do que se trata, você precisa entender exatamente como operar essa ferramenta. Como o meio mais utilizado para essa tarefa ainda é o e-mail, nós separamos informações para que você entenda as principais fases do processo. Mais do que isso, queremos que você entenda o funcionamento e o aplique de forma efetiva no seu negócio.

fase de ativação

O primeiro passo a ser dado no processo de automação de marketing é o trabalho de ativação da lista de contatos. Para isso, é ideal que você utilize a base de dados que você já tem. Claro, antes de utilizá-lo, você deve fazer um filtro para identificar quais deles ainda são o público-alvo da empresa.

Caso você ainda vá iniciar a formação da base de dados, ou deseja expandir a sua, a dica é utilizar os contatos públicos. Uma boa fonte, por exemplo, é o LinkedIn. Ao exportar esses dados para a sua base de dados, você tem aí um portfólio de clientes em potencial.

fase de tração

Agora que você tem o meio de ativação, é hora de partir para a estratégia de conteúdo. Nessa fase você deve definir a sua rotina de publicações e de oferta de materiais, por exemplo. Essa opções podem ser oferecidas com o envio de e-mails planejados. Como consequência, o Lead cresce, e cresce também a sua base de dados.

Nessa fazer você pode utilizar, por exemplo, o newsletter como ferramenta de automação de marketing. Além de ser fácil de fazer, você pode utilizá-lo para implementar materiais de parceiros que você tenha.

fase de otimização

Na fase de otimização você pode aumentar a frequência de publicação de materiais. Essa possibilidade dá ainda mais opção aos destinatários e otimização ao processo. Com uma boa nutrição de Leads, a automação de marketing se efetiva de maneira satisfatória. E, isso traz resultados que serão convertidos em vendas.

fase de segmentação

Com a resposta dos leads a partir da otimização, você terá uma espécie de perfil traçado dos interessados pelo seu produto. Então, com a utilização do engajamento você pode segmentar o seu conteúdo. Isso significa que você vai direcionar os conteúdos conforme a demonstração de interesse.

Nesse momento é importante que você entenda a função da automação de marketing. Embora disparar e-mails seja muito importante, direcioná-los bem pode trazer resultados ainda maiores. Ao traçar o perfil você também identifica o estágio de compra em que esse destinatário está. Assim, com o disparo correto você o convence na hora certa.

fase de crescimento

Direcionar o Lead por perfil e por interesse traz uma segurança para os próximos passos. Para firmar esses próximos passos você pode utilizar ferramentas específicas que acompanhem o comportamento do interessado e que responda de acordo com o comportamento.

Ferramentas como o Lead Tracking, por exemplo, monitoram toda a jornada de acesso dos Leads e o processo até a conversão. Com isso, podem ser criados alertas que informem aos vendedores o interesse do visitante nos preços do produto por exemplo.

Tudo sobre o mundo digital

A boa notícia é que você pode aprender tudo sobre isso e muitas outras ações da automação de marketing. Com dicas fáceis e práticas, você pode acelerar a sua conversão de Lads! Mais do que isso, o direcionamento correto de faz aumentar vendas e fidelizar clientes. E, então, vai deixar passar essa chance?

Nós temos tudo o que você precisa para descobrir as verdades e Mitos do Marketing Digital. Clique aqui para receber o nosso e-book gratuito!

Para mais sobre o assunto, basta entrar em contato com a gente!

Posts relacionados

Inscreva-se e receba

conteúdos exclusivos

Seja Vono Marketing

Alavanque o
seu negócio

no mundo do
marketing